Sobre o nosso ano

Estamos a caminho para a casa da minha mãe, estamos no bus agora e a Elis está dormindo com a cabeça no meu ombro. Hoje fez um calor de matar em Blumenau e chegar em Floripa com essa chuvinha é simplesmente uma benção.

Olhando pela janela me veio à cabeça que é o primeiro natal com ela, o primeiro começo de ano também, nós passamos por tantas coisas nesses últimos meses que é difícil acredita. Em 2016 terminamos nossos antigos relacionamentos, eu saí do meu completamente endividada e a Elis não saiu muito diferente…

Lembro que quando começamos a namorar  eu disse para ela que não tinha nada a oferecer, tinha saído da minha antiga vida sem casa, sem carro, sem móveis, eu e com meu cachorro apenas, mas com bastante contas para pagar. Ela disse que não se preocupava com nada disso, não importava porque juntas resolveríamos tudo!

 

Eu por minha vez já fazia mil contas na cabeça e deduzia que para por a casa em ordem ia levar uns bons três anos. Em 2016 nós não fizemos grandes viagens, não jogamos aquele jogo cliché de tentar impressionar o outro com cifrões, não fizemos aviõezinhos de dinheiro na companhia do Silvio Santos, mas aproveitamos todas as coisas boas que nos cercam, as simples, as que importam e valem a pena.

Sempre perto de nossa família e amigos, perto daqueles que realmente se importavam e torciam pela gente. Passamos longe de toda e qualquer negatividade. E com muito esforço e trabalho duro colocamos todas as nossas contas em dia, em um ano!

E hoje eu sei, nada nesse mundo paga o preço de ter saúde, ter as coisas em ordem, estar de bem com sua família, ter alguém te esperando em casa com aquele café no ponto, sabe?

Alcançamos a nossa primeira meta, temos uma câmera e uma lente novinhas e a Elis já pode fotografar comigo, agora ela não é somente a minha leal namorada, mas também minha aprendiz de fotógrafa dedicada! Como é bom encontrar o seu porto seguro na pessoa que caminha ao teu lado.

Pensando em todas essas coisas, dá para ver que 2016 foi um ano bom. Foi um ano de renascer, de se perder e também de se encontrar, de ouvir e aprender e saber com quem no fim a gente pode contar. É preciso ter gratidão por estar onde se está, não são os caminhos que nos levam, somos nós e a nossa fé na jornada.

Que nesse ano novo a gente se programe para organizar mais ainda nossas vidas juntas, e alcançar tantos outros sonhos que temos e tantos outros que ainda vão surgir! Que não falte amigos ao nosso lado, que não falte aventuras para viver e histórias para contar, porque amor sempre vai ter de sobra.

15123102_1169647519790232_9000199058328849320_o

Anúncios

Um comentário sobre “Sobre o nosso ano

  1. Que ano dureza esse de 2016. Estamos procurando coisas melhores pra nós e por isso decidimos nos mudar para a cidade dos pais dela, Guarapuava. Mas é complicado ter que começar do zero tudo de novo. Nós já passamos por uns mal bocados tbm. Mas vencemos e vamos vencer mais uma. O mais importante a gente já tem “muito amor” bjs meninas.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s