Nosso primeiro café

Eu queria tanto te ver, ouvir sua voz pertinho de mim e ganhar um abraço apertado… O dia em que te conheci, que você entrou de vez na minha vida foi com certeza o dia mais feliz da minha vida e lembro de cada minuto, como se tudo tivesse acontecido ontem. Quando te vi, eu soube que aquilo não era passageiro, que aquilo não era brincadeira, que aquilo era certo, era para ser e ponto.

Te encontrei com dois cafés. Acordei mais cedo naquele dia, para buscar o meu café preferido para você, porque me pareceu algo gentil, porque me pareceu algo engraçado de um jeito meio romântico, porque eu acredito que café sempre combina com coisas boas.

(Você sorriu porque eu lembrei que você também bebe café sem açúcar.)

A gente conversou algum tempo, mas o café continuava tão quente. E a gente esperava. Aí você viu a minha tatuagem no pulso direito e tocou ela de leve, o suficiente para eu me perder de tudo e de tantas formas, caiu a ficha, VOCÊ estava ali. As palavras sumiram, meu discurso ensaiado se foi… E você parecia tão calma.

Você bebeu um gole de café antes de jogar o meu e o seu fora. Mas não sem pedir desculpa antes, afinal não ia dar para esperar mais nem um minuto até ele esfriar. Os cafés ficaram para outro dia. E quando sua mão se encontrou com a minha eu já era sua. E quando sua boca beijou a minha você também já era minha. Porque as coisas são como tem de ser.

12794357_963281967093456_8692400924614785780_n

Anúncios

Um comentário sobre “Nosso primeiro café

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s